terça-feira, 14 de julho de 2009

O escandaloso Rito próprio da Igreja do Carmo em Belo Horizonte

http://www.igrejadocarmo.com.br/

(1) Rito Inicial

CEL. : Irmãs e irmãos, um coração alegre e confiante se apropria da riqueza da vida e da salvação. É o que vamos celebrar - em nome do Pai...

TODOS - Amém. Bendizemos a Deus: / em Cristo, ele nos confirma na bênção.

CEL. : Herdeiros da vida enriquecida pela graça, vivemos a comunhão entre céu e terra.

TODOS- Toda bênção nos desperta / para um compromisso com os irmãos.

(2) Liturgia da Palavra

Leitura do Profeta Amós (Am 7,12-15): O sacerdote Amasias disse a Amós: - Vidente, vá embora daqui. Retire-se para a terra de Judá. Vá ganhar a sua vida fazendo lá suas profecias. Não me venha mais profetizar em Betel, pois aqui é o santuário do rei e templo do reino. Amós respondeu a Amasias: - Eu não sou profeta, nem discípulo de profeta. Sou vaqueiro e cultivador de sicômoros. Foi Javé quem me tirou de trás do rebanho, e me ordenou: - Vá profetizar ao meu povo Israel. PALAVRA DO SENHOR!

O Senhor, Deus da Vida, esteja convosco...

Anúncio da Boa Nova de Jesus Cristo segundo as comunidades de Marcos (Mc 6, 7-13): Naquele tempo, enquanto Jesus percorria os povoados e ensinava, ele chamou os Doze e os enviou, de dois em dois, dando-lhes responsabilidade perante as forças do mal. Recomendou-lhes que levassem pelo caminho um cajado e nada mais, nem pão, nem moedas, nem sacola na cintura; sandálias, sim, porém, não duas túnicas. E acrescentou: Permanecei na casa onde vos hospedais até a hora de partir. E se em algum lugar não vos quiserem receber nem escutar, ao sairdes dali, sacudi a poeira de vossos pés em sinal de protesto. Os apóstolos partiram para anunciar a Boa Nova e exortavam as pessoas para que renovassem seu modo de viver; libertavam das forças do mal, ungiam com óleo muitos enfermos e os curavam. PALAVRA DE SALVAÇÃO!

MOMENTO DE RECONCILIAÇÃO

CEL. : Quem vive na retidão beneficia seus irmãos e se faz hino de louvor a Deus. LEITOR: Corrupção nos desvia e afasta da Salvação.

TODOS - Pai, separei religião da vida. / Piedade, quero me corrigir.

CEL. : Quem crê em Deus, faz o mal recuar, melhorando o conviver.

LEITOR: Na passividade e na omissão recusamos responsabilidade.

TODOS - Cristo, cruzei os braços. / Piedade, buscarei ética nas relações.

CEL. : Promover boa qualidade de vida é dar testemunho da Boa Nova.

LEITOR: Bater no peito e dizer: ‘Senhor, Senhor’ não nos faz seguidores de Jesus.

TODOS- Espírito Santo, fugi de compromissos. / Piedade, serei mais consciente.

CEL. : Irmãos, em Deus só há compaixão; acolhei-a com alegria e renovai sentimentos e atitudes.

TODOS- Perdoados cresceremos na prática do bem. Assim seja.

G L Ó R I A

CEL. : Oremos: Senhor Deus, vós nos familiarizais com vossa bondade para que rejeitemos o que é indigno e valorizemos o que é honrado. Inspirados por Maria, libertemo-nos de alguma maldade.

TODOS - Sejamos dignos da riqueza da Boa Nova./ Por Cristo na unidade do Espírito Santo. Amém

(3) Creio

Cremos em Deus - seu amor nos sustenta no ser. Envolve a Humanidade em sua compaixão.

Cremos em Jesus - ele nos deixou a Boa Nova. Revela nossa dignidade de filhos.

Cremos no Espírito Santo - estimula no renascer. Abre novos horizontes e amplia relações.

Cremos na Vida - oferta da bênção máxima. Missão de crescermos no bem.

Cremos na História - cidadania conquistada sem retorno. Em busca de igualdade e paz.

Cremos na Igreja - sinal e berço de comunhão. Solidariedade no combate à dor.

Cremos na Ressurreição - vida em plenitude. Mistério divino, novidade sem fim.

Cremos na Vida Eterna - ser em Deus para sempre.

Salvação para todos, em clima de festa.

Preces

(4) Ofertório

CEL. : Orai, irmãos...

TODOS - Agrade a Deus nossa oferta: / nossa luta pela justiça / e nosso testemunho do amor apaixonado de nosso Deus.

CEL. : Possamos crescer em dignidade / e produzir frutos que renovem a convivência. Por Cristo na unidade do Espírito. Amém

(5) Louvor

CEL. : O deus amor esteja convosco... Corações disponíveis... Demos graças... Irmãos, somos convidados a tomar consciência das ricas bênçãos que nos são oferecidas. De Deus somos filhos e herdeiros. É mais que oportuno e louvável nossa alegre ação de graças. Louvor e glória a Deus!

TODOS - Experimentamos o amor / e fazemos parte da grande Família. / Bendigamos ao Pai!

CEL. : A Igreja espalhada pelo mundo divulga a oferta da Salvação e organiza serviços que visam ao bem das pessoas. Louvor e glória a Deus!

TODOS - Crescemos na fé / e praticamos boa cidadania. / Bendigamos a Jesus, nosso Irmão.

CEL. : Crianças e idosos são assistidos; jovens, orientados; casais se confraternizam. Em tudo se busca harmonia nas relações. Louvor e glória a Deus!

TODOS - Combatemos injustiças, / renovando a esperança. / Bendigamos ao Espírito Santo!

CEL. : Não trabalhamos em vão! Estamos a serviço do Reino e, com a Senhora do Carmo e tantos que nos precederam no céu e na terra, queremos aclamar: Santo...

(6) ORAÇÃO EUCARÍSTICA

CEL. : Na verdade, ó Pai, vós sois Santo, fonte de toda autenticidade no ser e agir, no crer e conviver. Por vosso Espírito manifestem-se nossos dons; com eles e por todos, aqui presentes, sejamos consagrados Corpo de Cristo, vosso Filho muito amado.

TODOS - Sejamos cidadão e cidadã do Reino.

CEL. : Quando, em sua última ceia, Jesus se dispôs à coragem de uma total doação, ele tomou o pão em suas mãos, rendeu graças..., o partiu e distribuiu entre os discípulos, dizendo: Tomai e comei, todos. ESTE PÃO É MEU CORPO (– vós todos também -) POIS SEREI ENTREGUE E DOADO POR VÓS.

TODOS - Confirmados no amor.

CEL. : No fim da ceia, Jesus tomou o cálice em suas mãos, rendeu graças..., e o ofereceu aos discípulos, dizendo: Tomai e bebei, todos. ESTE É O CÁLICE DA NOVA ALIANÇA PARA SEMPRE, EM MEU SANGUE, DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS, PARA A RECONCILIAÇÃO NO AMOR. Fazei isso em memória de mim”.

TODOS - Abençoados por Deus.

CEL. : Quando comemos deste pão e bebemos deste cálice, proclamamos o testemunho do Senhor. Eis o Mistério da fé.

TODOS - Oferecemos a doação de Jesus, / em sua morte e ressurreição.

CEL. : Nós vos agradecemos, Senhor, pois nos consagrastes como membros de vosso povo e nos sentimos abrigados em vossa presença nesta Celebração. Somos parcela do Corpo de Cristo, vossa Família; cresçamos em santidade.

TODOS - No Espírito nos confraternizamos.

CEL. : No mundo todo, a Igreja cresça em gestos de doação. Papa, bispos e todo o clero partilhem o poder para que, em comunhão e participação, vivamos de modo adulto nossa fé na Boa Nova.

TODOS - Comunidades pratiquem a hospitalidade.

CEL. : Governantes e políticos aprendam a discernir o interesse público de seus interesses particulares, eliminem a injustiça e promovam a paz. Um dia, ninguém mais pereça de fome e abandono.

TODOS - Nossos irmãos que partiram para a vida plena / estejam acolhidos na vossa presença.

CEL. : (INTENÇÕES) Com coragem e alegria prossigamos nas trilhas de Apóstolos e Santos rumo à plenitude da vida.

TODOS - POR CRISTO, COM CRISTO E EM CRISTO, / A VÓS, PAI BONDOSO, / NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO, / TODA A HONRA E TODA A GLÓRIA, / AGORA E PARA SEMPRE, AMÉM.

PAI NOSSO... / Senhor Jesus Cristo, que disseste aos vossos apóstolos... CEL. : Todos incluídos, nos reconhecemos convidados à Mesa do Senhor. TODOS – Jesus, basta uma palavra, / um olhar amigo e nos sentimos comensais. CEL. : Eis o sinal de quem se faz doação - Cordeiro de Deus - nele, a vida vence a morte, compaixão abraça excluídos. TODOS – Com Jesus, na solidariedade da partilha. CEL.: Felizes de nós, convidados à Ceia do Amor! TODOS – Seja a Comunhão nossa paz em Deus. Amém.

(7) Comunhão - Oração Final

CEL. : Senhor Deus, o Mistério que celebramos dará novo brilho à nossa vida. Seremos testemunhas da Boa Nova e haverá mais esperança.

TODOS - Que em nós se manifeste / a alegria da Salvação.

CEL. : O Senhor esteja convosco... Oremos! Irmãos, nesta semana em que festejamos a Senhora do Carmo, seja esta a nossa bênção para todos: alegria, retidão e serviço em convivência harmoniosa e fecunda. É o que pedimos - em nome do Pai...

TODOS - Amém. Por Deus abençoados / viveremos em paz. / Mãos à obra!

PROFECIA AO NOSSO ALCANCE

Os profetas da Bíblia não tinham um canal de comunicação direta com Deus, não eram pessoas privilegiadas. Deus não ditava-lhes as profecias. Não precisamos ficar lamentando: “Ah, se eu fosse Jeremias, se eu fosse Elias, ou Ezequiel, ou Amós, ou Oséias!”. Os profetas da Bíblia eram pessoas do povo. Conseguiam desenvolver toda a beleza, a grandeza e a dignidade humana existente neles. Isto é possível a qualquer pessoa que se coloque em sintonia com a realidade do povo, na perspectiva da fé libertadora. Paulo Freire, com sabedoria refinada, dizia: “Os profetas não são homens ou mulheres desarrumados, desengonçados, barbudos, cabeludos, sujos, metidos em roupas andrajosas e pegando cajados. Os profetas são aqueles ou aquelas que se molham de tal forma nas águas da sua cultura e da sua história, da cultura e da história do seu povo, dos dominados do seu povo, que conhecem o seu aqui e o seu agora e, por isso, podem prever o amanhã que eles mais do que adivinham, realizam.”

Os profetas e as profetisas são pessoas com corações sonhadores, pés cravados no chão, mãos sujas na labuta e cabeça erguida. Dizem para nós: “Ai daqueles e daquelas que pararem com a sua capacidade de sonhar, de inventar a sua coragem de denunciar e de anunciar. Ai daqueles que, em lugar de visitar de vez em quando o amanhã, o futuro, pelo profundo engajamento no hoje, no aqui e no agora, se atrelam a um passado de exploração e de rotina.” Acordemos a profecia em nós!

Frei Gilvander Moreira

Um comentário:

Ana Maria Nunes disse...

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro!

socoooooooooorro!

Postagens populares